Wednesday, May 18

Liury em: esse "tchauzinho" não é pra você.

Todos nós já passamos por momentos de extrema vergonha na vida. Aquele momento onde você apenas gostaria de criar um portal para outra dimensão e ficar lá até todos esquecerem o motivo da tal vergonha.

Semana passada passei por um momento como esse e, como era de se esperar, não soube onde enfiar a cara.


Eu estava dentro de um ônibus, e junto comigo mais umas 5 pessoas. Dessas 5, 3 eram mulheres. O arranjo de mim e das mulheres era o seguinte:
Uma vez no ônibus, notei essa presença feminina depois da catraca que vou intitular de "Menina Loira".

A Menina Loira, no meio da "viagem" para a metrópole, começou a olhar para trás misteriosamente como se procurasse algum conhecido distante que, na ocasião, pensei ser eu.

Ela abre um enorme sorriso olhando para a minha pessoa e gesticula tchauzinhos esperando uma resposta positiva. Eu, me sentindo muito esquisito, gesticulei algo do tipo: "É pra mim?" apontando o dedo indicador contra o peito e fazendo cara de confuso.


Ela, então, faz sinal de positivo e gesticula se poderia vir até o lugar onde eu estava.
Pensei: "to bonitão hein!", levantei os braços o mais alto que pude e "disse" que sim.

No momento em que ela passa a catraca do ônibus, vai direto se sentar na frente das outras duas meninas que estavam na minha frente. O aceno não era pra mim, era pra elas.

Vendo que a Menina Loira estava mordendo a língua para não rir da minha cara de paisagem, saquei o celular do bolso, fingindo atender uma ligação e parei no ponto em que o ônibus tinha parado.

Logo que saí do onibus, notei as 3 mulheres ali presentes rindo sem parar da minha cara. :(

1 comment: